As autoridades se preocupam ainda com algumas pessoas que estão pulando na barragem, como forma de lazer.

O tenente-coronel Nijair, do Corpo de Bombeiros, informou que as pessoas foram levadas para casas de parentes, mas não informou a quantidade exata de casas que foram esvaziadas por causa do rompimento da barragem do Catolé, no Açude Ubaldinho.

Onze áreas são as mais afetadas: Cariuzinho, Tapera, Casa Nova, Recanto, Lagoa Seca, Lagoa da Onça, Jenipapeiro, Catolé, Curral da Várzea, Peixoto e Baixio dos Patos.

O Corpo de Bombeiros disse que existe o risco de colapso estrutural em algumas residências. Ele informou ter entrado em contato com o prefeito do município, João Batista Diniz, conhecido como Joãozinho de Titico, para solicitar apoio da Defesa Civil aos bombeiros.

O tenente-coronel revelou ainda preocupação com o risco de acidentes e afogamentos de algumas pessoas que estão saltando na barragem, como forma de lazer.

Outro município que requer atenção do Corpo de Bombeiros, atualmente, é Várzea Alegre, onde cinquenta e quatro famílias ficaram desabrigadas por causa das fortes chuvas deste sábado (12). O rompimento de barragens de açudes da região deixaram várias localidades inundadas.

“Vou manter contato agora com o tenente-coronel Albert em Fortaleza, que é o oficial responsável pela Defesa Civil do Corpo de Bombeiros Militar para que a gente possa, depois da atuação em Várzea Alegre, dar algum apoio paralelamente ou de forma simultânea junto à cidade de Cedro”, explicou Nijair.

Nossa página no Instagram
https://www.instagram.com/quixeramobim_news/

Nossa Página no Youtube
https://www.youtube.com/channel/UCWukWdg6Ycj5yHCXSy1GnJg

Nossa página no Facebook
https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/