Policiais civis do 32º Distrito Policial (Bom Jardim) cumpriram, nessa quinta-feira (28), um mandado de prisão temporária contra uma mulher investigada por ser a mandante de um homicídio que vitimou o seu ex-companheiro, em Fortaleza. De acordo com as investigações da Polícia Civil, Maria Flávia Rodrigues Fernandes Alves (51), conhecida por “Soraia”, arquitetou a execução, ocorrida no dia 5 de fevereiro, e a motivação seria porque a mulher não aceitava que a vítima estivesse em outro relacionamento.

As apurações iniciaram após o homicídio de Francisco Alderi Alves Ferreira (51), ocorrido no Jardim Jatobá, em Fortaleza. Durante o fato, dois homens entraram no estabelecimento comercial da vítima e, após um breve diálogo, efetuaram disparos de arma de fogo que vitimaram o comerciante. Com diligências efetuadas pelo Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), os dois executores foram presos, em Maracanaú (AIS 12).

Eles foram identificados como Felipe Pinto de Sousa (24), com antecedentes por associação criminosa; e Francisco John da Silva Barros (30), com passagens pela Polícia por roubo e tráfico de drogas. Após busca pessoal, foram encontrados um revólver calibre 38, com três munições deflagradas e duas intactas; e pertences subtraídos da vítima, como a carteira e um cordão.

Os primeiros indícios apontavam unicamente para um crime de latrocínio, mas após investigações do 32° DP, a Polícia Civil concluiu que o crime foi ordenado por “Soraia”, ex-companheira de Alderi. Com isso, foi representado pelo mandado de prisão temporária contra a investigada, que foi localizada, ontem, no bairro Conjunto Ceará (AIS 2). Contra a mulher já constam passagens pela Polícia por porte ilegal de arma de fogo e um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ameaça. Ela foi encaminhada para o 32° DP, onde foi ouvida. Agora, ela se encontra à disposição da Justiça.

Curta nossa página no Facebook
https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/