Representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) em Quixeramobim emitiram Nota de Esclarecimento acerca do local onde ocorreu a chacina de três mulheres e um homem na noite desta quinta-feira (28) nesta cidade do Sertão Central. A área onde o crime foi registrada ficou conhecida como Assentamento Irmã Tereza, inclusive pelos órgãos de segurança pública, todavia lá não residem mais famílias ligadas ao MST..

Nota de Esclarecimento

Nós do Movimento dos Trabalhadores/as Rurais Sem Terra, viemos através desta esclarecer que a notícia publicada pelo Blog Diário Sertão Central, onde cita o “Assentamento Irmã Tereza ” em Quixeramobim com a chamada “Chacina em Quixeramobim: três mulheres e um homem foram assassinados em assentamento do MST”, o fato da chacina sim é verídico, porém lá não residem famílias ligadas ao MST.

O Acampamento Irmã Tereza foi uma área ocupada pelo MST há 5 anos atrás, e mudaram o local do acampamento ano passado a partir de um processo de negociação com o proprietário Luiz Girão e Governo do estado do Ceará. Atualmente as famílias que residiam no Acampamento Irmã Tereza residem nos conjuntos habitacionais Jardim Norte I e Jardim Norte II, outras residem no Acampamento Nova Canudos, próximo ao Hospital Regional. Dessa forma, lá só permaneceram os barracos desocupados, outras famílias Não Ligadas ao MST, ocuparam e reafirmamos que as famílias que lá residem não pertencem ao MST.

Assessoria de Comunicação MST Ceará.

Fonte: Diário Sertão Central

Curta nossa página no Facebook 👇🏻

https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/